terça-feira, 7 de maio de 2013

Tentando o segundo filho!


Anna Laura está crescendo, com 3 anos ela já é esperta, inteligente e carismática! E nesse tempo ea já está sim pedindo por uma irmã. É muito interessante ouvir as historias dela contando de como vai cuidar da irmã, que vai e que vai emprestar seus brinquedos para ela e que vai colocar ela pra dormir cantando a musica do ursinho pimpão. E a irmã já tem nome gente: Sofia!!!

Então chegou a hora de ter o segundo filho? O que determina a hora certa para ter o segundo? Tem uma hora certa?

No meu caso, eu já tenho esse desejo a um tempo, mas sempre decidi adiar por alguns fatores externos como a faculdade e contas! Bem, mas não posso adiar para sempre, pois além do fato de eu querer ter outro filho, as contas vão sempre estar aí!

Lendo por aí a opinião de alguns especialista, resumi que:

Não existe hora certa para ter o segundo, o casal apenas tem que estar consciente da decisão e assegurar  o desenvolvimento saudável para os dois, pensando sempre nas condições de tempo, paciência e dinheiro. Considere também que não terá intimidade e lazer por um bom tempo.

Todas as minhas pesquisas citam sempre a mesma coisa, não tenha um segundo filho, APENAS, para dar um irmão ao caçula ou para tentar um bebe do sexo diferente, em primeiro lugar deve pensar que quer ter um segundo porque realmente você quer ter o segundo. O resto é consequência. O fato de Anna Laura agora estar sempre pedindo, não é o motivo pelo qual decidimos alguma coisa. Eu realmente quero ser mãe de segunda viagem.

-Pense nos gastos sempre, porque eles aumentam muito, enquanto está bebezinho nem tanto, por geralmente ganhamos muitos presentes, mas a medida que vai crescendo os gastos vão aumentar, leite, fraldas e escola.

-Pense no espaço físico  Sua casa é adequada para receber mais uma criança, porque ela vai precisar de todo conforto, não só o bebe, mas o mais velho também. Sendo colocado os dois juntos ou em quartos separados, tente deixar o espaço o mais aconchegante possível.

-Não esqueça que todas (ou pelo menos a maioria) de suas atenções serão para o recém nascido, mesmo assim você não pode deixar o primogênito se sentir excluído, tente separar sempre alguns minutos por dia para dar um pouquinho de atenção, ele vai gostar.

Há muitas coisas que o casal deve colocar na balança antes de tomar a decisão, mas cheguei a conclusão que não existe o momento certo ou errado, só é preciso lembrar de algumas coisas importantes e se fazer algumas perguntas: 
  • Você(eu) está bem preparado para o que virá, psicologicamente? 
  • Você(eu) está pronta para errar de novo? Mesmo que não sejam os mesmo erros, você irá! 
  • Você(eu) terá energia para dar conta de duas crianças, trabalho, casa e marido? 
  • Você(eu) está pronta para fraldas, birras, noites em claro, encarar a montanha-russa da maternidade?

Agora sei que a decisão ter o segundo filho,(ou até mesmo o primeiro) é uma mistura de possibilidades e escolhas, que tenho que estar apta para encarar, mas muito mais que isso é receber de presente junto serenidade, calma e força, e um amor que você pensava que não podia caber mais no seu coração.

Mas muito antes de fazer essas pesquisas para o post, meu coração já tinha uma decisão, já tinha conversado com marido, em que pra nós chegou a hora de ter o segundo, eu me sinto preparada, apesar de todas as duvidas, e que desde do dia 24 de abril/13 começamos a tentar o segundo! Não tenho pressa, não estou loucamente apressada que aconteça logo, mas o importante é que o caminho está livre! rs


Fontes que me ajudaram: